Pages - Menu

sábado, 25 de agosto de 2012

Eu faço, porque não há outra alternativa e nunca houve

Não importa que esteja um lixo. Não importa que doa. Tá aqui dentro e tá querendo sair, eu tenho a obrigação de colocar para fora. Sou escritora e esse é o meu dever. Não importa que sangre o papel - ou, no meu caso, a tela do computador -, não importa que me mate. Eu coloco para fora. Se eu vou expor, esconder ou queimar, não importa. Pode até enfiar no cu. É literatura e é minha, porque estava dentro de mim e eu coloquei para fora. A literatura eu enfio onde quiser, porque é minha. Mas primeiro eu coloco para fora. Chega de negligenciar esse dever. Espero que em algum lugar do inferno, Charles Bukowski esteja orgulhoso de mim.

2 comentários:

Bruna K. disse...

É bom te ter de volta. <3

Amanda Schmidt disse...

Bom é estar de volta <33333