Pages - Menu

terça-feira, 29 de setembro de 2009

hipotermia mental

Será possível que a primavera já começou? Não consigo fazer meus dentes pararem de bater. Não faz sentido, como pode ser? Essa minha pele quente é ilusória e as paredes brancas são feitas de neve. Como eu continuo de pé? É como eu estivesse no chão, enterrada fundo demais. Porque o inverno nunca passou, diga que é isso. O sol que brilha é uma luz sem calor, é fogo que não queima. Quantos graus abaixo de zero? Isso é loucura, não sinto meus dedos. Você diz que ouve meu coração bater, mas não é possível. Eu deveria sentir isso, eu deveria sentir alguma coisa. Não consigo. Mas acho que é por causa do frio. Pois está frio. Já está nevando? Fale algo coerente, por favor. Já disse que não consigo sentir, não consigo mais. Isso é pior que dor. Eu quero fogo, queimando e queimando. Mas ganhei frio e já não me sinto mais humana. Quero que o mundo acabe em fogo, mas ele está congelando. Não está?
A morte deveria ser assim. Mas nós não deveríamos continuar vivendo depois dela. Pois eu continuo viva, não é? Não consigo sentir, não mais.

Nenhum comentário: