Pages - Menu

domingo, 10 de abril de 2011

Hardcore lifestyle



Eu cansei das conversinhas sem finalidade. De estudar sem saber o que vou fazer no futuro. De ter que batalhar todos os dias pra me sentir bem comigo mesma. De ouvir sobre como isso faz mal e como aquilo faz bem. De ouvir gente reclamar de barriga cheia. De literatura água com açúcar aplicada a vida real. De gente me dizendo que tenho que compreender. De futilidades casuais. De preconceito óbvio e exibido. De querer chorar e não conseguir. De toda essa merda que eu tenho que engolir calada.
Eu sou assim, eternamente enjoada. Eu amo as coisas até dar nojo e depois não as suporto. Sou bem assim, insuportável. Eu canso de pessoas. Eu canso de mim. Fica chato, fica monótono, daí eu tenho que mudar só para recomeçar esse ciclo interminável de amo-canso-odeio
Imagine se um dia olho pra vida e digo "Cansei!". Pois é, ficou chato. Não suporto mais essa coisa de respirar, comer e viver. Vai que isso acontece e eu decido parar. Posso tentar viver de livros e música, e definhar lentamente num solo de guitarra e nas páginas do meu livro preferido. Poético sim, mas só na escrita.
Acho que o que me motiva a viver é o inalcançável. A curiosidade daquilo que ainda não vi e não experimentei. Deve ser esse ávido desejo de ser tudo e ver tudo que vai me manter nesse mundo por muito tempo, isto é, se eu não cansar dele.

3 comentários:

Ivan Ryuji disse...

Achar o que nos motiva [de verdade] a viver, é justamente um dos maiores desafios da vida.
E parece que quanto mais tempo se passa, mais coisas colocamos e tiramos definitivamente dessa lista.
Absurdamente complicado haha

Bjos

Ivan Ryuji
http://blogdoryuji.blogspot.com

Amanda disse...

Concordo, espero ter mais coisas a acrescentar a essa lista do que a retirar, haha.

Gabriella disse...

Conseguiu descrever exatamente como me sinto...tu sempre consegue.. acho que deveríamos nos casar e a nossa música seria
'' I can't get no satisfaction...
'Cause I try and I try and I try and I try''