Pages - Menu

domingo, 4 de julho de 2010

She was never alone

Sentada num cantinho, escondendo seu rosto atrás dos livros e desejando ser engolido por ele. Seus melhores amigos estavam naquelas páginas secas e cheias de palavras ora feias, ora bonitas. Seu companheiro mais fiel nas horas infinitas, ela carregava-o nas mãos, na bolsa e no coração. Esses seus amigos, a faziam chorar, rir, voar e se sentir amada. Eles nunca estavam realmente com ela, mas nunca a deixavam também. Se sentisse saudades de algum deles, era só abrir o livro certo e lá estava ele, lhe dando boas vindas. Ela não tinha muitos amigos reais e nem sabia manter conversas por muito tempo, achava tudo isso tedioso demais.
Porém, ela nunca estava realmente sozinha. Esse pensamento a fez sorrir e ela levou a mão a página que estava lendo e tocou as palavras como se fossem feitas sob medida só para ela, para lhe fazer companhia. Mas, apesar dessas palavras que davam vida a seus amigos e sonhos, ela nunca estava realmente acompanhada. Esse pensamento soprou o sorriso para longe dela, olhando para os lados percebeu que não havia ninguém a seu lado. Nunca havia ninguém a seu lado. Com o coração disparado, voltou os olhos para a página que estava lendo instantes antes desse momento de pavor e se deparou com a cena mais bonita de todas.
As palavras descreviam um lugar encantado, com florestas, fadas, elfos e criaturas tão mágicas que poderiam enfeitiçar você apenas com um sorriso. Ah, mas eram só palavras, não é? Ela não achava, já se sentia enfeitiçada e todos seus amigos estavam ao seu lado: Os reais, claro, seus livros sempre foram reais.

Um comentário:

*Maluh Mah* Marinha Luiza disse...

Houve uma época em que só os livros eram meus amigos. Ainda bem que esse tempo passou e agora eu tenho tantos amigos que agradaço a Deus todos os dias por eles. Pessoas tem muito mais histórias pra contar que um livro...
bju