Pages - Menu

sábado, 5 de dezembro de 2009

Eu invejo as pessoas

Sinceramente, eu invejo essas pessoas que tem uma realidade tão boa a ponto de não querer algo irreal, a ponto de não desejar um livro, ansiar um sonho ou adentrar um filme de magia. Ou... Quer saber? Não, eu definitivamente não as invejo. Pois é minha tristeza e essa melancolia de nunca ter o bastante que me levam a conhecer coisas muito melhores. E essas tais pessoas que eu não invejo, bem, elas até podem ser razoavelmente felizes em sua vida. E eu? Talvez eu não tenha nem metade disso, mas eu terei visto algo que elas nunca viram, eu e somente aqueles que, como eu, almejam algo mais, terão tido todos os mundos que um dia sonharam. Pois uma aventura vale muito mais do que uma vida comum. E enquanto a mente delas é um beco estreito, a minha será todo um vasto campo onde tudo acontece.

2 comentários:

Bruna K. disse...

*-* "E enquanto a mente delas é um beco estreito, a minha será todo um vasto campo onde tudo acontece." lindo

@whoisnanis disse...

Obrigada bruna, garota dos textos lindos *-*